Utilidade pública I

Eu sou zero religiosa, mas Jesus tem uma boa que eu vou adaptar pra esse post. No caderno de João, do novo testamento, tem uma história que conta que lá pelas tantas, chega um bando de trogloditas segurando uma moça pelos cabelos falando pra Jesus que ela tinha que ser apedrejada porque tinha fornicado com o vizinho. “Foi Moisés que mandou, seu Jesus. Bate nela.”, disseram. Aí o filho de Maria me saiu com essa: “aquele que nunca pecou, que atire a primeira pedra”. Não sobrou ninguém, obviamente. A mesma diáspora aconteceria se um dia Jesus baixasse no DF e dissesse “aquele que tem um carro e nunca tomou uma multa de velocidade, que fique onde está”.

Se há uma coisa insuportável no planalto central, além do serviço sofrível e do mercado imobiliário absurdamente inflacionado, é a quantidade de radares prontos para te multar.  Dizem que educa o trânsito. Eu acho que alimenta o fundo do panetone. De todo modo, aí vai uma informação importantíssima para você que sempre acreditou que o radar só te multa quando você ultrapassa 10% da velcidade permitida. A fonte trabalha no DNIT e tem alto índice de credibilidade.

O limite a que você pode chegar é sempre, e invariavelmente, 7km/h acima da velocidade permitida. Ou seja, se o limite é 20 km/h, você pode passar até 27km/h que não é multado. Assim como se o limite é 140 km/h, você só pode chegar até 147km/h. Não é 10%! Se liga!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: