Se beber, beba Liber (ou Kronenbier)

Ao contrário do post anterior, esse versa sobre a necessidade de controlar os ímpetos psicóticos e inibir o direito inalienável de se embriagar vez ou outra. Veja, embriagar-se é parte fundamental da dignidade da pessoa humana. Mas se beber não dirija. Não é moralismo. Nem campanha da Igreja ou pró Dilma, já que a Lei Seca foi criada no governo Lula. Este blog não faz proselitismo algum, nem campanha. Seu único objetivo é informar bobagens que tenham alguma utilidade no seu cotidiano. Pois bem, não sei como anda a coisa no resto do Brasil, mas a Lei Lei 11.705/08, que proibiu o consumo de bebida alcoólica superior a 0,1 mg de álcool por litro de ar expelido no exame do bafômetro (ou 2 dg de álcool por litro de sangue) por condutores de veículos, faz vítimas diárias no Planlato Central. Estamos no décimo primeiro amigo condenado a esperar 45 minutos no Detran para iniciar a epopéia de perder a carteira de motorista pós bafômetro. Eu preciso dizer que me converti à fé da seca. Até porque, ressaca no Cerrado, entre abril e outubro… Meu amigo, não vale a pena. Pense no seu corpo sendo desidratado por um esponja invisível 24 horas. Agora pense que geralmente o alcool faz isso por dentro, e o esponjão da seca por fora. Não emagrece não, definha. E não se anime! Triglicerídeos continuam saltitantes no seu peso. Tipo banha ressecada. Mas tá de boa se quiser se sentir assim. Só não pegue o desgraçado do seu carro. Porque haverá, invariavelmente, uma blitze a te esperar. Tem gente que dá sorte. Ou acha que dá sorte.

Um amigo meu, belbo no úrtimo, avistou a piscadela das luzinhas azul, vermelha e branca no caminho às 3 da manhã. Ele não estava bêbado ao ponto de não poder dirigir. Eu fingi que acreditei, mas a gente sabe como é. Muito maroto, parou o carro a 100 metros da policia. Imaginem que é coisa mais óbvia a se fazer. Viu a blitze, que geralmente fica depois de uma curva, pára o carro, fecha tudo e sai andando. Pois o moço chegou a olhar as estrelas para simular uma caminhada tranquila, cansado desse mundo de automóveis, luzes, blitzes! Precisamos retomar o contato com a natureza, sentir nossas pernas, o cheiro do orvalho! Antes de localizar as Três Marias, sete policiais apontavam a arma para a cabeça do meu amigo, que perdeu a sensação sublime das pernas e se ajoelhou.

– Parado!
– Ô, seu guarda. Tive um probleminha no carro.
– Que problema?
– …
– Que problema?!?!?
– Cabou a gasolina, senhor.

Ele sabia que o ponteiro do combustível estava quebrado. E, é raro, mas tem bêbado que é esperto. Mandaram ele ligar o carro e lá estava a luzinha laranja da graça plena de nossa senhora protetora dos bêbados. Chocados com a veracidade da história, os policiais deixaram ele ir embora. Sem bafômetro. Acontece que na semana seguinte ele rodou. Foi o 11o amigo. Portanto, se beber e dirigir, beba Liber. É ruim, mas você sente a barriga crescendo e dá vontade de fazer xixi igual. Vale a pena.

2 Respostas to “Se beber, beba Liber (ou Kronenbier)”

  1. Rogério Tomaz Jr. Says:

    É muita espirituosidade (ou “caradepaurismo”) o sujeito parar o carro a poucos metros dos policiais e sair andando… uahauhauhauha
    tô quase desistindo de comprar carro e optando a continuar sustentando o 30%… rsrs

  2. Fernanda Says:

    Gente. Como não encontrei esse blog antes?
    Fantástico! Ri aos montes.
    Linkarei. Posso?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: