Porque (infelizmente) o mundo também é dos cretinos

Eu já vi de muito nessa vida. Mas nunca, jamais, em toda ela, tinha ouvido um cara, num bar, dizer que uma amiga minha não dá mole pra ele porque ela parece uma empregada doméstica. Ela é negra, com orgulho dela, principalmente, e meu, secundariamente.

As agressões são de uma magnitude que eu nunca presenciei. Primeiro porque as empregadas domésticas são pessoas que fazem coisas inacreditáveis por nós, seres de classe média. Não mereciam qualquer sinal de desrespeito. São geralmente mulheres que deixam nossa casa convivível, agradável. Arrumam nossa sala, nossa roupa, nossa louça, deixam limpa nossa privada. E um imbecil desse tem coragem de dizer isso como se fosse uma ofensa. Aliás, se fôssemos coerentes, devíamos nos envergonhar por não sermos capazes de fazer tudo que elas fazem para deixar nosso umbigo habitável pra nós mesmos.

Mas, pior, diminuir uma negra, e a associar a uma função absolutamente digna, mas que ele acha menor, pelo único fato dela ser negra, e porque quem lava a porra da cueca suja dele não é ele, é muito foda. São tantas cretinices ao mesmo tempo que minha vontade maior é só dizer o quanto ele é dispensável, o quanto de peso desnecessário ele faz na terra. Salafrário do caralho. Com racismo e machismo transbordando aos montes. Que bosta de mundo que trata as mulheres e os negros assim. Que bosta de sujeito.

Uma resposta to “Porque (infelizmente) o mundo também é dos cretinos”

  1. Roberto Piza Says:

    Sem comentário.. Só indignação!!!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: