A menina no canto do armário

Quando eu era pequena, gostava de me esconder no armário quando fazia alguma coisa errada. Mas não só. Era o meu esconderijo predileto quando imaginava a invasão do ladrão que matava todo mundo, ou o momento em que a casa desabava e minha família morria sufocada.

Aquele canto escuro atrás das roupas não me protegia só da represália dos meus pais quando eu fazia alguma bobagem ou desobedecia, ou seja, da rotina. Era o meu refúgio da tragédia que eu diariamente criava para ser vítima e herói da minha própria fantasia.

Era ali que me escondia para ser descoberta. Sofrida, mas viva oras! Acuada, em prantos, arrependida, mas salva. A espera do mais apertado dos afetos que compreendesse todo meu suplício e sofrimento. Que fosse capaz de me perdoar.

Aquele canto escuro no armário seguiu comigo vida afora. Dia a dia, sempre que necessário, pulo desesperadamente para a caixa de madeira, espalhando saias e vestidos floridos pendurados no cabide até alcançar seu fundo.

Construo meu mundo de mártir  a espera de alguém abrir a porta para que eu possa contar a minha história de dor e superação. E entre ansiedades e gaguejos, ser reconhecida, acolhida. Para finalmente, com compaixão e carinho,  receber um beijo de “tudo vai ficar bem daqui pra frente” na testa.

Emocionante é sentir o abraço dela agora. Que abriu a porta, o sorriso, os braços e o coração num afago que eu mal consigo respirar de tanto soluço. Prometeu estar comigo pra sempre, pro que precisar, pra tudo que eu desejar. Com o amor mais profundo que pode existir.

Ela, abrindo a porta para me dar um abraço. Ela, a versão mulher daquela mesma criança perdida no fundo do armário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: