Sonhos

Estávamos o mundo num dia incrível de inverno-veraneio em Copacabana e as ondas começaram a ficar menos divertidas e mais agressivas. Era difícil voltar à areia. Nublou e o céu e quase anoiteceu. O pânico cresceu gradativamente e as nuvens viraram a fumaça preta que matou Renly Baratheon na primeira (?) temporada do Game of Thrones. Aos poucos tomaram forma dos dragões e perseguiram cirurgicamente qualquer um que movia o polegar opositor. Matavam todos, implacavelmente e numa velocidade impressionante. Matavam e falavam: ‘Para que saibam. Somos leucócitos, glóbulos brancos, defensores da vida. Viemos salvar o universo. Os humanos são o vírus da Terra. E a célula azul transgênica precisa morrer’.

Uma resposta to “Sonhos”

  1. Rogério Tomaz Jr. Says:

    sonho ou premonição?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: