Cinzas

Não sei do que vou vou morrer

Se de amor, desastre aéreo ou saúde

Sei que Baudelaire estava certo

Há que se viver no interstício que acontece entre a poesia, o vinho e a virtude

E se o avião cair e meu relógio não for encontrado

Porque não uso relógios

Que o tempo me leve de volta

À praia onde as três tartarugas brincam livremente

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: